Contato

Endereço:
Rua Nilo Peçanha
754, sala 04, Bom Retiro, CEP 80520-176

Curitiba/PR

Fones:

(41) 4101.1470
(41) 99899.1470
(WhatsApp)

Oral Premium: 
CLM - PR 3892
Responsável Técnico: 
Dr André Vivan Garcia
CD Responsável: 

CRO - PR 20143

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram

O que é Bruxismo?

Atualizado: 27 de Jul de 2018



É o ato de ranger ou travar os dentes involuntariamente. É uma doença que merece muita atenção, podendo atingir homens e mulheres de qualquer idade. Embora não exista um tratamento para o bruxismo podemos e devemos prevenir os seus efeitos nos dentes, na musculatura e articulação.

O bruxismo é uma desordem funcional e pode ser caracterizado como noturno ou diurno. O mais comum é o bruxismo noturno, quando a pessoa, ao dormir, exerce movimentos semelhantes aos da mastigação, contraindo por longo período de tempo os músculos utilizados na mastigação. Geralmente, é percebido por alguém que durma próximo ao paciente, a partir do barulho causado, porém, muitas vezes, pode ser silenciosa como no apertamento dental.

Geralmente o que ocorre durante o dia é o apertamento, que é caracterizado pela contração dos músculos mastigatórios deixando os dentes cerrados, mesmo enquanto o indivíduo está acordado. Hoje sabemos que um dos desencadeadores do bruxismo ou apertamento pode ser ocasionado por fatores emocionais, como estresse e ansiedade.


Causas

Não se sabe ao certo os fatores que influenciam o aparecimento do bruxismo que, para muitos, é considerado um hábito. Mas eles podem estar associados aos sentimentos de estresse, raiva ou ansiedade e má oclusão. Em alguns casos, estão relacionados a efeitos colaterais de medicamentos antidepressivos.

Também pode ter ligação com sintomas de doenças do sistema nervoso, como a Doença de Parkinson.

Sintomas

Normalmente quem apresenta a disfunção não dorme bem, acorda várias vezes durante o sono e pode ter dores de cabeça freqüentes. Geralmente são pessoas que relatam cansaço muscular na face ao acordar. São vários os sintomas que podem acometer quem tem bruxismo:

  • Contrações rítmicas dos músculos mandibulares;

  • Sensação de ouvido tampado e zumbido;

  • Tonturas e vertigens repentinas;

  • Estalo ao mexer a articulação temporomandibular

  • Cefaléias e dores nos músculos faciais;

  • Desgaste anormal dos dentes;

  • Lesões Cervicais não Cariosas.

Diagnóstico

Caso apresente freqüentemente alguns dos sintomas, o ideal é buscar por uma ajuda profissional. Geralmente o diagnóstico é realizado a partir do relato dado ao dentista ou pela observação dos sinais e sintomas pelo indivíduo.

O exame solicitado pelo profissional para avaliar o bruxismo noturno é a polissonografia, um exame realizado enquanto o paciente dorme. Dessa forma, é possível identificar qual é o grau do bruxismo e descartar outras doenças.


Tratamento

O tratamento do bruxismo tem por objetivo reduzir os danos, diminuir ao máximo o ranger de dentes e aliviar a dor. Dessa forma, uma placa para bruxismo poderá ser utilizada. Ela é adequada para reduzir o travamento e será usada ao dormir. Após a avaliação, o dentista indicará qual o tipo ideal para o estágio da disfunção.

Nos casos de má oclusão, o profissional realizará o nivelamento dos dentes, a partir de restaurações ou ortodontia, para adequar a mordida.

Além disso, podem ser realizados alguns tratamentos caseiros antes de dormir, como aplicar calor nos músculos da mastigação, técnicas de relaxamento e meditação, comer um alimento mais rígido (a maçã é bastante indicada) antes de dormir, além de uma boa noite de sono. Durante o dia, é necessário atentar-se para o relaxamento do rosto e evitar situações de estresse. Não há uma forma de prevenção específica, mas atentar-se ao relaxamento do corpo e da mente ajudam a reduzir o estresse e a ansiedade em pessoas que possuem propensão a essa condição.

1 visualização