Contato

Endereço:
Rua Nilo Peçanha
754, sala 04, Bom Retiro, CEP 80520-176

Curitiba/PR

Fones:

(41) 4101.1470
(41) 99899.1470
(WhatsApp)

Oral Premium: 
CLM - PR 3892
Responsável Técnico: 
Dr André Vivan Garcia
CD Responsável: 

CRO - PR 20143

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram

Escova de dente: Qual escolher?

Atualizado: 27 de Jul de 2018



As escovas de cerdas macias são mais eficazes ao eliminar resíduos alimentares e não danificam as gengivas.


Levando-se em conta a importância da higiene bucal, a escolha correta da sua escova de dente é fundamental para manter a escovação em dia.

Nos primórdios do mundo, a higiene bucal era realizada com o dedo, tecidos, hastes de madeira e ervas, como a hortelã, para deixar o hálito mais agradável e os dentes mais limpos. Com o passar do tempo, as escovas dentais foram evoluindo e, no século XVIII, um novo modelo foi aperfeiçoado por um britânico. William Addis utilizou osso animal e amarrou na sua extremidade algumas cerdas em pequenos tufos. Em 1930, passou-se a usar o nylon como cerda, evitando machucados nas gengivas.

O invento foi aprimorado e atualmente há várias opções disponíveis no mercado, sendo possível encontrar de diversos tamanhos, modelos e até mesmo, personagens para o público infantil.

É importante que, ao comprar a sua escova dental, você considere qual é a mais adequada ao seu objetivo.

Principais tipos de escovas dentais e as diferenças entre elas:


Escova elétrica

São recomendadas para um grupo específico de pacientes, que possuem alguma dificuldade motora como idosos e crianças, por exemplo.

Para ter um resultado efetivo na escovação é necessário que se faça o mesmo procedimento das escovas tradicionais. Vamos considerar que ela é um upgrade, porém não faz a limpeza sozinha. O ideal é que você converse com seu dentista e ele avalie se o produto é o mais adequado para o seu caso.

É importante ter cuidado com a força excessiva ao fazer a higienização dos dentes com esse tipo de escova. Alguns problemas podem ser ocasionados se você usá-la de forma inadequada e com mais força do que o necessário.


Escova interdental

As escovas interdentais possuem uma função parecida a do fio dental na higienização bucal. Elas são utilizadas para tirar resíduos alimentares em locais que a escova dental não alcança, sendo úteis para completar a limpeza de seus dentes. Outra utilidade é para quem tem próteses ou pontes fixas, pois ela é uma grande auxiliar na sua higienização.

Por possuírem hastes flexíveis, essas escovas podem ser aproveitadas para auxiliarem na remoção de resíduos em aparelhos ortodônticos.


Escova unitufo

Assim como a escova interdental, ela serve para acessar locais que a escova comum não é capaz de eliminar os resíduos. A escova unitufo é recomendada para aqueles que possuem aparelho ortodôntico, já que ela promove uma limpeza maior aos locais isolados.


Escova de cerda macia

É a mais indicada pelos dentistas para uma boa limpeza bucal. Ao contrário do que muitos pensam as cerdas duras não são as mais recomendadas para uma boa escovação e higienização da boca.  Muitas pessoas acham que por serem macias As escovas com cerdas macias são mais eficazes ao eliminar resíduos alimentares e não prejudicam as gengivas. não fazem a limpeza adequada, mas a limpeza é garantida e o costume é só uma questão de hábito.

O uso dessas escovas é indicado também para as crianças, que possuem gengivas mais sensíveis e ainda possuem dentes de leite.


Quando devo trocar minha escova de dente?

É indicado que a troca da escova de dente ocorra a cada três ou quatro meses. Com o tempo, as cerdas ficam danificadas e isso reduz a eficácia da escova na limpeza bucal. Por isso, verifique periodicamente se é necessário adquirir uma nova.

Os vírus de gripe e resfriado são motivos de cuidado ao escovar os dentes. Os germes e bactérias se desenvolvem nas escovas de dente, por isso, fique atento depois de ter contraído alguma doença e substitua sua escova antiga por uma nova.



2 visualizações